Translate

Pesquise Aqui

sábado, 14 de maio de 2016

Família Sten

Parecia como mais um dia qualquer de primavera na pequena rua sem saída onde eu vivia. Folhas secas voando como borboletas ao vento, pássaros estourando seus pulmões de tanto cantarolar e crianças como eu brincando em frente a suas casas. Essa cena para mim era inédita, pois seria minha primeira vez brincando no jardim da frente. Não sabia até esse dia o porém de não poder pisar ao menos ultrapassar a "linha" da calçada a rua. Nem eu, nem minha mãe, nem meu pai, nem os vizinhos passavam daquela famosa "linha" imaginaria. Os alimentos e remédio apareciam em nossas casas por um passe de mágica.
          Mas então...porque não furar o famoso bloqueia apenas uma vez? A família Sten fazia isso todo dia! Eles eram os donos da rua?
-agora ou nunca- pensei comigo mesma; fui decisiva em 3 passos largos já estava eu menos de um centímetro da linha "Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah" buraco preto, em queda livre, apenas gritando desesperadamente, Sim, meu nariz ultrapassou a linha e eu fui sugada pelo buraco negro que para mim  era uma rua,mas não!. Se eu estou viva? Sim estou.
          Como? Nem eu acredito, na verdade acredito pois não passou nem de um simples pesadelo. Sim eu moro em uma rua sem saída, e a família Sten, Hagata Sten é a minha melhor amiga.
 
 
/Blog da Rua Sem Saída, e seus pesadelos // (Para rir com toda a vizinhança)

Nenhum comentário:

Postar um comentário